'I am so clever that sometimes I don't understand a single word of what I am saying.' Oscar Wilde

Família | Literatura | Lifestyle | Opinião

'Lisboa em Camisa' de Gervásio Lobato, Guerra & Paz

domingo, 26 de novembro de 2017

Sinopse

- Então esses croquetes... gritou Justino já irritado […].

Gervásio Lobato fez furor há mais de um século. Jornalista e romancista, o seu humor e comicidade passaram de mãos em mãos, de geração em geração. Lisboa em Camisa foi, desde a publicação em 1882, o seu mais estrondoso êxito, com inúmeras edições. E quem conhece Gervásio Lobato? Outrora um dos grandes nomes do humor português, hoje é um autor esquecido, recordado apenas por uma rua com o seu nome, em Campo de Ourique.
Lobato capta pequenos quadros da vida quotidiana lisboeta e esmiúça comportamentos, ridiculariza-os e leva-os a um extremo em que o riso é inevitável. Tudo se passa em finais do século XIX, mas a paródia é actual: assistimos à sede de protagonismo, à mania da superioridade, a um certo cerimonialismo ou à falta dele.
As peripécias da família Antunes, dos seus sogros Martim (sem s), da família Torres, do conselheiro com as filhas casadoiras, e do Dr. Formigal, entre outras personagens muito caricatas.
O tema é Lisboa, uma Lisboa que o autor despe ou surpreende em camisa. Um romance que lido hoje é a actualidade apanhada em flagrante delito.

- Cala a boca, não respondas ao papá […].

La Revue

Esta história foi originalmente publicada como crónica em formato folhetim. O autor, Gervásio Lobato, foi um jornalista do século XIX que colaborou com todos os jornais da época e mais algum. Este é um romance leve, não na mensagem, mas no estilo. Numa dúzia de cenas o Gervásio Lobato construiu um enredo hilariante que retrata cheio de ironia e espontaneidade a nossa Lisboa de mil e oitocentos - burgueses em ascensão, nobres em declínio, a industrialização a dar os primeiros passos e o surgimento das profissões liberais; por outras palavras, uma salganhada de ministros, chefes de repartição, conselheiros, criadas, galegos e parteira. Temos aqui um Eça de Queiroz versão light.

Ill.mo Ex.mo Sr. [António Maria Fontes Pereira de Melo]

O abaixo assinado tendo tido há cinco dias a honra de enviar a V. Ex.a um convite para a soirée masquée que se há-de realizar hoje, 27 da corrente, pelas 9 horas da noite, na sua e de V. Ex.a cass, na Rua dos Fanqueiros, n.º..., 4.º andar, lado esquerdo, vem por este meio solicitar a alta comparência de V. Ex.ª a esse modesto recreio familiar, como o dia solicita do astro-rei os seus raios para bem merecer esse claro epíteto, e com humilde recato solicita a presença das donairosas naus, para ter a honra de porto franco. O suplicante fiel recruta do regimento que tem V. Ex.a por digníssimo piloto, sentindo pulsar-lhe no coração a bandeira que tremula nas mãos eloquentes do primeiro estadista português, espera que V. Ex.a lhe honre a sua soirée com a sua presença, mascarada ou não mascarada, como aprouver  V. Ex.a e como for mais consentâneo com os destinos deste nobre país.

Deus guarde V. Ex.a
Rua dos Fanqueiros, 27 de Fevereiro
Conselheiro Torres

O caminho é na vertical, tudo a trepar a escada social (o século XIX, dos pedaços da História de que mais gosto, é aqui flagrante!). Mais um pouco e eu sufocava de riso, uma pessoa não esboça um sorriso a ler o 'Lisboa em Camisa', uma pessoa acorda o marido porque não consegue conter as gargalhadas. Este livro não o recomendo a ninguém, considero-o de leitura obrigatória! Vivas à Guerra & Paz que este Verão editou esta pérola.


P.S.: A título de curiosidade - o nosso bem humorado Nuno Markl é trisneto do Gervásio Lobato. Giro, não é?

1 comentário :

  1. Se já estava curiosa com o livro - como já te tinha dito - agora estou curiosíssima :D

    ResponderEliminar